Wolf Blood A tale of the forest - George Chesebro - Bruce M. Mitchell - 1925


A história é muito mais um romance do que terror, contudo, o lobisomem que a torna interessante.

Mostra duas madeireiras rivais sendo Dick Bannister, interpretado por George Chesebro, o cabeça de uma delas. Quando a empresa rival inicia a construção de uma barragem Bannister resolve confronta-los e acaba ferido, sendo salvo pelo cirurgião e levado para uma cabana, onde o dono se recusa a doar seu sangue para uma transfusão para salvar Bannister. Ele sugere que seja usado o sangue de uma loba, o que é feito e acaba salvando Bannister.

 

Quando a história da transfusão vai a público seus empregados começam a teme-lo dizendo que ele não é mais humano, mas uma espécie de homem-besta.

O próprio Bannister também começa a acreditar nisso, especialmente depois que o chefe da madeireira rival é dilacerado por uma alcatéia. Ele começa enlouquecer e tem alucinações de que é parte de alcatéia de lobos fantasmas que atravessam os bosques próximos.

 


Esse foi o único filme que George Chesebro dirigiu (na verdade uma co-direção), tendo atuado em mais de quatrocentas obras. Ele tem um bom desempenho e o resultado é muito bom. As atuações são típicas desse período da história do cinema - melodramática e exagerada. Especial destaque para os últimos dez minutos que são particularmente memoráveis.


Não tenho notícia de nenhum filme de lobisomem anterior a este. Mais um pedaço da história do cinema que certamente muitos ainda não conhecem.



Ficha técnica

Título original: Wolf Blood
Origem / Ano: EUA / 1925
Preto e branco
Sem som
Duração: 67 minutos

  Elenco





Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...