City Lights - Luzes da Cidade - Charles Chaplin - Legendado - 1931

Chaplin, mais uma vez mostrando ser um gênio do cinema, foi o diretor, produtor, escritor, ator, compositor e editor desse filme, embora nem todas essas funções estejam nos créditos.

A obra foi muito bem recebida pela crítica e público. Nos EUA um dos presentes na estréia foi Albert Einstein, e em Londres, Bernard Shaw.

Tudo começa numa manhã com o prefeito inaugurando uma nova estátua, mas quando retiram o pano que cobria a estátua o público encontra o nobre vagabundo (Chaplin) dormindo no colo de uma das figuras. O filme já começa grande.

 
Mas a história está centrada no amor do vagabundo por uma florista cega. Paralelamente acontece a trama da amizade do Carlitos com um bêbado milionário (Harry Myers) que ele encontra tentando cometer suicídio.

Reza a lenda que Charles Chaplin refez 342 vezes a cena em que o Vagabundo compra uma flor, pois não conseguia encontrar uma maneira satisfatória de mostrar a menina cega acreditando que o vagabundo era rico.

Esse foi o primeiro filme de Charles Chaplin durante a era do som. Ele enfrentou uma enorme pressão para fazer o filme falado mas tal era a sua popularidade e poder em Hollywood que ele foi capaz de realizar e lançar o filme da forma como queria.


City Lights é um filme memorável e atemporal  que leva a um final que é uma das cenas mais lembradas do cinema. A obra mostra o poder da câmera nas mãos de um mestre que sem palavras faz a audiência rir e chorar.
 
Orson Welles, Stanley Kubrick, Fellini e Woody Allen escolheram a obra como um dos dez melhores filmes de todos os tempos.


Elenco

Charlie Chaplin - O Vagabundo
Virginia Cherrill - Florista cega
Florence Lee - Avó da florista cega
Harry Myers - Milionário excêntrico
Al Ernest Garcia - Mordomo do milionário
Hank Mann - Pugilista
Robert Parrish - Garoto jornaleiro
Henry Bergman - Prefeito e vizinho da florista
Albert Austin - Ladrão

Mais informações IMDb.


Assistir City Lights on line



4 comentários:

  1. Um dos filmes mais sensíveis da história do cinema.

    Grande Chaplin.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Este é, sem dúvidas, meu filme favorito. História linda!

    Abraços,
    Islayne

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...