Dracula - George Melford - Legendado - 1931

Esse é um filme muito especial e só existe por conta de uma idéia dos executivos da indústria do cinema de fazer o mesmo filme em duas versões, uma com os atores falando espanhol e outra em inglês. Isso ocorreu como solução para exibir filmes sonoros em diferentes países antes de existir a dublagem ou legenda.

Essa versão em espanhol era destinada aos países da América Latina, que salvo raras exceções, tem o espanhol como língua e constituíam na época a maior bilheteria de língua não inglesa.

 
Foi produzido e lançado no mesmo ano de Drácula - dirigido por Tod Browning - e para reduzir o custo das produções foram ambos filmados no mesmo estúdio. Porém, o outro filme era o principal e sobrava para Melford os horários vagos - normalmente as noites e madrugadas. Para efeito de comparação, enquanto o Drácula de Browning teve um orçamente estimado de U$ 355,000 o de Melford teve U$ 66,000.

Mesmo com um orçamente muito menor, é considerado por muitos tecnicamente superior ao seu clone, perdendo porém nas atuações. Mas como concorrer com Bela Lugosi?
 
Na verdade, em algumas cenas (para diminuir o custo) era o Bela Lugosi mesmo, mas são cenas onde não é possível identicar os atores, que eram parecidos fisicamente.

Elenco

Carlos Villarías ... Conde Drácula
Bela Lugosi ... Conde Drácula (não creditado)
Lupita Tovar ... Eva Seward
Barry Norton ... Juan Harker
Pablo Alvarez Rubio ... Renfield
Eduardo Arozamena ... Prof Van Helsing
José Soriano Viosca ... Doutor Seward
Carmen Guerrero ... Lucia Weston
Amelia Senisterra ... Marta
Manuel Arbó ... Martín
Geraldine Dvorak ... Noiva de Drácula nas catacumbas (não creditado)
Cornelia
Thaw ... Noiva de Drácula nas catacumbas (não creditado)
Dorothy Tree ... Noiva de Drácula nas catacumbas (não creditado)

Link para assistir o Drácula de Tod Browning.


Assistir Dracula de George Melford on line


Um comentário:

  1. Já havia lido sobre está versão latina, mas não assisti.

    O filme de Tod Browning é um clássico absoluto, ele criou várias cenas que se transformaram em clichês do gênero.

    De Browning gosto também do ótimo "Monstros - Freaks", um filme que jamais seria produzido nos dias de hoje.

    Abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...