Freaks - Tod Browning - Legendado - 1932


Daisy e Violet Hilton

Filme americano de 1932 dirigido e produzido por Tod Browning tendo o elenco composto, em sua maioria, por artistas de circo reais. Browning no início de sua carreira tinha trabalhado em um circo itinerante e grande parte do filme foi elaborado a partir de suas experiências.

"Freaks" mostra pessoas deformadas fisicamente que são honestas e honradas, enquanto os verdadeiros monstros são os "normais" que conspiram para assassinar um dos artistas e roubar sua herança. 

Começou a ser filmado em outubro de 1931 sendo concluído em dezembro. Teve sua primeira exibição foi em Los Angeles em 20 de fevereiro de 1932.




Frances O'Connor















Apesar do filme ter sofrido cortes extensos visando uma melhor receptividade por parte do público, foi, ainda assim, negativamente recebido criando forte controvérsia. Infelizmente as partes removidas do filme original são considerados perdidas.

Tod Browning, famoso por suas colaborações com Lon Chaney e por dirigir Bela Lugosi em Drácula (1931), teve sérios problemas para encontrar trabalho depois de Freaks, levando sua carreira a um fim precoce. Isso ocorreu porque seu elenco deformado foi chocante demais para os espectadores daquela época, levando os estúdios, como resultado da pressão proveniente de grupos religiosos, a descartar o diretor.

O filme foi proibido por 30 anos no Reino Unido, mas a partir de década de 1960, Freaks foi redescoberto como um filme cult e ao longo dos anos 1970 e 1980 foi exibido regularmente em sessões de cinema à meia-noite em várias salas pelo mundo. Em 1994 Freaks foi selecionado para preservação no Registro Nacional de Cinema dos Estados Unidos por ser cultural, historica e esteticamente significativo.


Curiosamente, ainda nos Estados Unidos, este filme foi proibido em vários estados e cidades e embora já não sejam aplicadas, algumas das leis que o proibiram nunca foram revogadas.

O romance na tela entre Hans e Frieda foi muito moderado, porque os papéis estavam sendo interpretados pelos irmãos Harry e Daisy Earles.


O ator anão Angelo Rossitto teve uma longa carreira de sucesso na TV e fez muitos outros filmes, incluindo a série Baretta e como metade do Blaster Master, ao lado de Mel Gibson, em Mad Max Beyond Thunderdome - Mad Max Além da Cúpula do Trovão.

Tod Browning tentou construir uma crítica a intolerância, mas várias partes dos diálogos que foram retirados eram os que mostravam o "normal" como repugnante e os "Freaks" como gentis e simpáticos. Sem esses diálogos - segundo o próprio diretor - a crítica perdeu a sua força.

Uma passagem quando o filme ainda estava sendo feito ocorreu no refeitório da MGM, quando o escritor F. Scott Fitzgerald almoçava, chegaram as irmãs Hilton - irmãs siamesas - e Fitzgerald foi para o banheiro vomitar.

Muitos atores e pessoal da equipe técnica sentiam-se horrorizados com a presença do elenco de Freaks, o que motivou a direção do estúdio a determinar que eles fizessem suas refeições do lado de fora, com exceção das "pessoas normais".


Elenco
Wallace Ford ... Phroso
Leila Hyams ... Vênus
Olga Baclanova ... Cleópatra
Roscoe Ates ... Roscoe
Henry Victor ... Hércules
Harry Earles ... Hans
Daisy Earles ... Frieda
Rose Dione ... Madame Tetrallini
Daisy Hilton ... gêmea siamesa
Violet Hilton ... gêmea siamesa
Schlitze ... ela mesma
Josephine Joseph ... metade homem metade mulher
Johnny Eck ... meio menino
Frances O'Connor ... garota sem braços
Peter Robinson ... esqueleto humano
Olga Roderick ... mulher barbada
Koo Koo ... ela mesma
Príncipe Randian ... O Torso Vivo (como Rardion)
Martha Morris ... Esposa de Angeleno
Elvira Snow ... Pinhead (Zip)
Jenny Lee Snow ... Pinhead (Pip)
Elizabeth Green ... Menina-pássaro
Angelo Rossitto ... Angeleno
Edward Brophy ... irmão de
Rollo
Matt McHugh ... irmão de Rollo
 
Elenco sem créditos
John Aasen ... Gigante
Ernie Adams ... Patrono
Demetrius Alexis ... Mr. Rogers
Hooper Atchley ... Doctoer
Jerry Austin ... atirador de facas anão
Sidney Bracey ... mordomo de Hans
Mathilde Comont ... Madame Bartet
Albert Conti ... dono da terra
Delmo Fritz ... Engolidor de espadas
Murray Kinnell ... vendedor


IMDb com mais informações.


Tod Browning (no centro) e elenco


Assistir Freaks on line


Cenas do filme
Filme de domínio público, mas no Youtube aparece várias vezes: "A incorporação foi desativada mediante solicitação".
SOLICITAÇÃO DE QUEM?
SOLICITAÇÃO COM BASE EM QUE FUNDAMENTO?
PQ O YOUTUBE ACATA SOLICITAÇÃO DE BLOQUEIO EM FILME DE DOMÍNIO PÚBLICO?


Nós, que temos blogs e somos, de certa forma, a alternativa de acesso a cultura gratuita e fora da grande mídia, temos que divulgar (cada vez mais) as ameaças à liberdade de expressão.

Leia. Pense. Divulgue. Participe.

11 comentários:

  1. Pois é, tentei postar "Freaks" no YouTube, seguindo a listagem de filmes que estão em domínio público, mas não cosegui. Na verdade tentei postar "Maridos Cegos" (1919), "L'Atalante" (1934) e outros das décadas de 20 e 30, mas estão bloqueados. O pior é algumas obras estão bloqueadas por causa da trilha. Como assim? Não posso postar um filme de 1919 pois a trilha não é permitida. O que faz um filme passar de 70 anos e a trilha, feita para o filme, não? Convenhamos, são filmes muito antigos, às vezes vistos por cinéfilos apenas. Ganham o que proibindo? E, às vezes, alguns direitos que o YouTube acusa, nem tem ligação com o filme. A pouco, postei um filme britânico no qual o direito é de uma produtora espanhola que não tem nem 30 anos.Direitos falsos estão pululando no YouTube e eles nem percebem. Acabei de postar em meu canal o filme de 1920, "O Golem", consta que o direito é da Universal...Vou arriscar deixar no canal. Afinal, o filme merece ser visto e fará quase 100 anos. Universal, dane-se!
    Estou conseguindo postar alguns filmes escandinavos (novos) e franceses (clássicos).O mais chato do YouTube é você perder tempo postando e, no fim de tudo, ele estar bloqueado em todo mundo. O aviso podeia ser bem no começo da postagem.
    Decsulpe o desabafo. Mas vocês o blogue entendem a situação.
    Parabéns pelo canal e pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Verônica,

      Realmente, o desrespeito ao domínio público é um problema muito sério na internet, por estranho que possa parecer. Eu Tb enfrento esse tipo de coisa, mas existem alguns pontos que podem ajudar. O primeiro é que devemos fazer isso que vc fez, trocar informações, divulgar a situação e não desistir. Fundamental Tb é conhecer a legislação – no nosso caso do Brasil e dos EUA. Ter em mente que o fato de existir a lei, por si só, não assegura que vc poderá usufruir seu direito sem brigar por isso.

      Feitas essas considerações, vamos a situação concreta. Recomendo que quanto aos filmes mudos vc faça a remessa para o Youtube sem som. Isso diminuirá muito – muito mesmo - a possibilidade de problemas. Lembre-se que o som registrado atualmente em todos os filmes feitos antes de 1929 não são as trilhas sonoras do filme, pois as próprias películas ainda não tinham a trilha sonora.

      Quanto aos filmes sonoros, logicamente mandar com som normal e caso apareça a restrição entrar com recurso por ser de domínio público sempre fundamentando o pq do filme ser domínio público (em regra pela legislação do Brasil, dos EUA ou de ambos) e no próprio recurso esclarecer que mesmo que a obra não fosse de domínio público nos EUA, e o seja no Brasil, dentro do território brasileiro a lei que se aplica é exclusivamente a do Brasil. No caso inverso (domínio público lá e não aqui) o caso já fica resolvido de plano.

      E vc tem toda a razão quanto a fraudadores estarem alegando possuírem os direitos de filmes de domínio público e com isso ganhar (até que a fraude seja descoberta) muito dinheiro com anúncios em filmes postados em canais em todo o mundo.

      Mas não desista, vamos unir forças para divulgar a cultura e disseminar as informações do que está acontecendo.

      Seria legal se vc fizesse um blog.

      Recomendo a leitura do link: http://telecinebrasil.blogspot.com.br/2011/10/youtube-nao-respeita-lei-brasileira.html

      Grande abraço e mantenha contato.

      Maxx
      TeleCineBrasil

      Excluir
    2. Como produtora audiovisual, tive que (até na força) compreender a legislação, os pontos dos direitos autorais e tal. Mas tem muita coisa "estranha" acontecendo no YouTube. E isso que mata a gente, pessoas que tentam disseminar cultura.
      Valeu pela dica sobre filmes mudos. Farei o que você disse.
      Tento seguir a lista de filmes em domínio público no USA. Porém, ainda assim, alguns filmes com mais de, até, 80 anos são bloqueados pelas grandes produtoras. Vou colocando, o que acusa eu tiro.Lei da Selva, né!
      Farei um blog em 2013. É um projeto que estou adiando por motivo de tempo. Já posto alguns vídeos no site que organizo (http://estecomcultmassa.jimdo.com/), para que meus alunos vejam, assistam e usem como ensinamento cultural.
      Persistiremos!!!
      Inté, Maxx.
      P.S.: O filme "Cyrano de Bergerac" é total(amém)domínio público.

      Excluir
  2. Filme de grande valor realmente, parabens por nós presentear com esse post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço pela visita. Cinema é cultura. :)

      Excluir
  3. Este filme é realmente muito bom. Me fez acreditar na maldição(ou seria boato?) de que,quem o assiste,nunca mais é o mesmo. É realmente engraçado,e ao mesmo tempo controverso,e contraditório(na parte de quem são os verdadeiros monstros.) Engraçado que descobri esse filme através de um videoclipe de música que lhe inspirou,se chama Soul To Squeeze,da banda Red Hot Chili Peppers. Esse filme também inspira o filme The Coneheads,sendo este último também utilizado no clipe da famosa banda californiana. Muito bom,irei assistir sempre ! Obrigado !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinícius,

      obrigado pela visita e Freaks é realmente fantástico. Estranhamente eu mudei a forma como vejo algumas coisas depois de assistir esse filme. A principal foi dissociar definitivamente estética e caráter, pois na teoria isso até é simples, mas pensar assim exige uma certa "desconstrução". Acho que a obra é uma ferramenta que faz exatamente isso com quem a vê com um pouco mais de atenção.

      Vida longa e próspera.
      Maxx.

      Excluir
  4. Parabéns pelo seu blog. Fiquei muito feliz quando me deparei com ele na internet. Não sei como cheguei aqui, mas cheguei e fiquei maravilhada. Estou ansiosa para assistir todos os filmes embedados no blog. Inclusive, falei de um deles no meu blog e mencionei o seu linkando para cá.

    Sucesso e continue trazendo coisas boas para nós.

    Beijos
    Daise Alves
    http://menteflutuante-up.blogspot.com.br/2013/04/filme-freaks-os-monstros-somos-nos.html

    ResponderExcluir
  5. Olá. Gostei muito do blog. Realmente é complicado colocar filmes no youtube. Várias vezes fui bloqueada por tentar postar algum filme bem antigo. Esse filme em particular embuti a legenda em fonte amarela e com a tradução do texto(longo) que aparece no início. Tem um teor preconceituoso mas é fundamental para que o expectador possa entender o desenrolar da história. Somente consegui compartilhar no 4shared. Quem quiser baixar aqui vai o link http://www.4shared.com/video/PF0HT7Eb/Monstros_1932_-legendado.html

    ResponderExcluir
  6. Realmente, não consegui publicar esse filme no Youtube, não sei por qual razão já que é tão antigo. Também outros filmes bem antigos foram sinalizados por violar direitos autorais, é complicado. Até embuti uma legenda com fonte amarela e tradução do texto inicial, que é meio longo e bem preconceituoso, mas fundamental para o entendimento da história, e só pude compartilhar no 4shared. Quem quiser baixar aqui vai o link http://www.4shared.com/video/PF0HT7Eb/Monstros_1932_-legendado.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...