Bob Marley - Get up, Stand up

Nesses tempos que querem censurar a internet Bob Marley tem muito a dizer. Por isso GET UP, STAND UP...

 

 

Get Up, Stand Up

Get up, stand up: stand up for your rights!
Get up, stand up: stand up for your rights!
Get up, stand up: stand up for your rights!
Get up, stand up: don't give up the fight!

Preacherman, don't tell me,
Heaven is under the earth.
I know you don't know
What life is really worth.
It's not all that glitters is gold;
'Alf the story has never been told:
So now you see the light, eh!
Stand up for your rights. Come on!

Get up, stand up: stand up for your rights!
Get up, stand up: don't give up the fight!
Get up, stand up: stand up for your rights!
Get up, stand up: don't give up the fight!

Most people think,
Great God will come from the skies,
Take away everything
And make everybody feel high.
But if you know what life is worth,
You will look for yours on earth:
And now you see the light,
You stand up for your rights. Jah!

Get up, stand up! (Jah, Jah!)
Stand up for your rights! (Oh-hoo!)
Get up, stand up! (Get up, stand up!)
Don't give up the fight! (Life is your right!)
Get up, stand up! (So we can't give up the fight!)
Stand up for your rights! (Lord, Lord!)
Get up, stand up! (Keep on struggling on!)
Don't give up the fight! (Yeah!)

We sick an' tired of-a your ism-skism game -
Dyin' 'n' goin' to heaven in-a Jesus' name, Lord.
We know when we understand:
Almighty God is a living man.
You can fool some people sometimes,
But you can't fool all the people all the time.
So now we see the light (What you gonna do?),
We gonna stand up for our rights! (Yeah, yeah, yeah!)

So you better:
Get up, stand up! (In the morning! Git it up!)
Stand up for your rights! (Stand up for our rights!)
Get up, stand up!
Don't give up the fight! (Don't give it up, don't give it up!)
Get up, stand up! (Get up, stand up!)
Stand up for your rights! (Get up, stand up!)
Get up, stand up! ( ... )
Don't give up the fight! (Get up, stand up!)
Get up, stand up! ( ... )
Stand up for your rights!
Get up, stand up!
Don't give up the fight!


Levante, Resista

Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: não desista da luta!

Pastor, não me diga,
Que o paraíso esta embaixo da terra
Você não sabe quanto
A vida realmente vale
Nem tudo que brilha é ouro
Só metade da historia foi contada
E então agora que você enxergou a luz, eh!
Lute pelos seus direitos. Vamos lá!

Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: não desista da luta!
Levante, resista: lute pelos seus direitos!
Levante, resista: não desista da luta!

A maioria das pessoas pensa
Que o grande deus vai surgir dos céus
Levar tudo
E fazer todo mundo se sentir elevado
Mas se você sabe o quanto vale a vida
Vai procurar o seu aqui na terra
E agora que você enxerga a luz
Lute pelos seus direitos

Levante, resista! (Jah, Jah!)
Lute pelos seus direitos! (Ph-hoo!)
Levante, Resista! (Levante, Resista!)
Não desista da luta!
Levante, Resista! (Então, nos nao podemos desistir da luta!)
Lute pelos seus direitos! (Senhor, Senhor)
Levante, Resista!
Não desista da luta! (Yeah!)

Estamos cheios e cansados do seu jogo de ismos -
Morrer e ir pro céu em nome de jesus, senhor.
Nós sabemos e entendemos:
O deus poderoso é um homem vivo.
Vocês podem enganar algumas pessoas algumas vezes,
Mas não podem enganar a todos o tempo todo.
Então agora que você enxerga a luz (O que você vai fazer?),
Vamos lutar por nossos direitos! (Yeah, yeah, yeah!)

Então é melhor:
Levante, Resista! (Pela manhã! Git it up!)
Lute pelos seus direitos!(Lute pelos seus direitos!)
Levante, Resista!
Não desista da luta! (Não desista, não desista!)
Levante, Resista! (Levante, Resista!)
Lute pelos seus direitos! (Levante, Resista!)
Levante, Resista! (...)
Não desista da luta! (Levante, Resista!)
Levante, Resista! (...)
Lute pelos seus direitos!
Levante, Resista!
Não desista da luta

Jim das Selvas - Jungle Jim - 1937



Postagem feita com usando links do Canal de MarkyGean.  Recomendo que vejam mais filmes de domínio público por lá.

Jungle Jim, no Brasil denominado Jim das Selvas, é uma série 12 capítulos feita com base em uma história em quadrinhos muito popular na primeira metade do século XX.
 
No primeiro capítulo, ficamos sabendo que uma jovem branca e seus pais ficaram, aparentemente, perdidos no mar da costa da África. Aproximadamente 15 anos mais tarde um amigo da família desaparecida reiniciou as buscas após ouvir histórias de uma deusa branca entre os nativos.



 

 
Duas expedições separadas e rivais são formadas para procurá-la. A primeira liderada por Jungle Jim (Grant Withers) e seu amigo Mike Malay (Raymond Hatton) que quer trazer a jovem de volta para Nova York para reclamar sua herança. A segunda expedição liderada por Bruce Redmond (Bryant Washburn) e seus associados Slade (Al Bridge) e Tyler (Selmer Washington) que querem reivindicar a herança para si mesmos.

 

Na selva se encontram com O Cobra (Henry Brandon) e sua irmã Shanghai Lil (Evelyn Brent) que mantem o controle sobre uma trivo de nativos.
 
O resto da história envolve os esforços Jungle Jim para resgatar Joan e O Cobra e/ou Redmond e as tentativas de Slade para impedir o resgate. Como prevalecia nos filmes estadunidenses daquela época, dispensável dizer que o bem triunfa sobre o mal no último capítulo.

 



As seqüências de animais são bem feitas e se encaixam na história. Há uma briga muito boa entre um leão e um tigre (um erro do filme é que os tigres são da Ásia e a história acontece na África). No capítulo final acontecem ótimas cenas em um penhasco muito bem executadas.

Grant Withers foi um ator promissor nas décadas de 20 e 30 mas teve graves problemas com a bebida.
Gradualmente foi caindo em filmes "B" e incapaz de se recuperar, tirou a própria vida em 1959.

Betty Jane Rhodes tinha 16 anos quando fez estes filmes. Tornou-se uma cantora de sucesso nos anos 40.

Raymond Hatton é mais lembrado por suas atuações em uma longa lista de westerns de baixo orçamento, especialmente "The Rough Rider" (uma série realizada entre 1941-1942), com Buck Jones e Tim McCoy.

Assistir Jim das Selvas - Jungle Jim - 1937 on line

Capítulo 01 - Dentro da Cova do Leão


Capítulo 02 - O Cobra Ataca

 


Capítulo 03 - O Rebanho Ameaçador



Capítulo 04 - A Trilha dos Assassinos


Capítulo 05 - A Ponte do Terror

 

Capítulo 06 - Tambores do Julgamento


Capítulo 07 - A Terra Treme


Capítulo 08 - O Leão Matador


Capítulo 09 - A Ave Diabólica



Capítulo 10 - Julgamento Descendente



Capítulo 11 - O Castelo do Cobra


Capítulo 12 - O Último Safari




Puccini - Madama Butterfly - Karajan

Canal do Youtube com peças clássicas. Ótimo som e qualidade de imagem. Obras na íntegra. Para ver direto no canal Chaîne de carrangeloperafan1.


Assistir Puccini - Madama Butterfly - on line

A Lei da Fronteira - 1939 - Filme Legendado Completo

Mais um filme e texto disponibilizados pelo excelente canal do Youtube: CinemaPúblico | Canal 2

MARSHAL FRONTIER,estrelado por Randolph Scott como Wyatt Earp, detém um papel interessante na história do cinema. Foi o segundo filme da 20th Century Fox baseado no livro de Stuart Lake WYATT EARP: MARSHAL FRONTIER. Apenas alguns anos mais tarde Frontier Marshal seria refeita, mais uma vez como John Ford, em DARLING CLEMENTINA.

Título Original: Frontier Marshal
Direção: Allan Dwan
Roteiro: Stuart N. Lake e Sam Hellman
Produção: Sol M. Wurtzel
Música: Samuel Kaylin
Fotográfia: Charles G. Clarke
Gênero: Faroeste
Origem: Estados Unidos
Duração: 71 minutos
Tipo: Longa / Preto & Branco
Ano de Lançamento: 1939

Assistir  A Lei da Fronteira on line


Bob Marley - Three little birds

Dont worry about a thing,
cause every little thing gonna be all right.
Singin: dont worry about a thing,
cause every little thing gonna be all right!

Rise up this mornin,
Smiled with the risin sun,
Three little birds
Pitch by my doorstep
Singin sweet songs
Of melodies pure and true,
Sayin, (this is my message to you-ou-ou:)

Singin: dont worry bout a thing,
cause every little thing gonna be all right.
Singin: dont worry (dont worry) bout a thing,
cause every little thing gonna be all right!

Rise up this mornin,
Smiled with the risin sun,
Three little birds
Pitch by my doorstep
Singin sweet songs
Of melodies pure and true,
Sayin, this is my message to you-ou-ou:

Singin: dont worry about a thing, worry about a thing, oh!
Every little thing gonna be all right. dont worry!
Singin: dont worry about a thing - I wont worry!
cause every little thing gonna be all right.

Singin: dont worry about a thing,
cause every little thing gonna be all right - I wont worry!
Singin: dont worry about a thing,
cause every little thing gonna be all right.
Singin: dont worry about a thing, oh no!
cause every little thing gonna be all right!


Além dessa música ser excelente, pra quem assistiu "Eu sou a lenda" parece que tem um gosto ainda mais especial. Então: Dont worry about a thing, cause every little thing gonna be all right.

Ilha das Flores - Jorge Furtado - 1989

Agora o TeleCineBrasil é parceiro exibidor do Porta Curtas dando início a mais uma vertente para exibição do cinema on line. O primeiro filme escolhido para colocar aqui é o excelente curta-metragem de 1989 chamado Ilha das Floes, do diretor Jorge Furtado, que ganhou vários prêmios, sendo os principais:

Urso de Prata no Festival de Berlim 1990
Prêmio Crítica e Público no Festival de Clermont-Ferrand 1991
Melhor Curta no Festival de Gramado 1989
Melhor Edição no Festival de Gramado 1989
Melhor Roteiro no Festival de Gramado 1989
Prêmio da Crítica no Festival de Gramado 1989
Prêmio do Público na Competição "No Budget" no Festival de Hamburgo 1991


Assisitr Ilha das Flores on line




Marilyn Manson - This is the new shit

Vários filmes no blog, todos de domínio público, estão off line graças ao descumprimento das leis por parte da política externa dos Estados Unidos, que tenta impor sua supremacia geopolítica também na internet.

Querem que pessoas comuns, como eu ou você que está lendo isso, desistamos de expôr nossas opiniões, querem que nós não mais vejamos os documentários que só estão disponíveis na net, querem impedir que nos mobilizemos em torno de idéias que prejudicam os interesses que manipulam a opinião pública, querem nos deixar a margem do acesso a cultura, e usam como fundamento o respeito aos direitos autorais.

NÃO VOU DESISTIR DE COLOCAR FILMES DE DOMÍNIO PÚBLICO ON LINE.

NÃO VOU ACEITAR A IMPOSIÇÃO DE SANÇÕES USANDO LEIS ALIENÍGENAS NO MEU PAÍS

This is the new shit.


Le voyage à travers l'impossible - An Impossible Voyage - Georges Melies - 1904

Excelente filme e grande sucesso produzido em 1903 que mostra um grupo de cientistas que resolve viajar para o sol. O resultado é surpreendente
 
Melies produziu obras-primas muito à frente de seu tempo. Um dos (raros) filmes onde ele preenche a tela com cores e movimento.

Nãoum momento sem algo interessante para olhar. Embora este filme não seja tão amplamente conhecido como Le Voyage dans la lune, em alguns aspectos o supera, especialmente em termos de exuberância e imaginação.
Alguns podem achar difícil aceitar - por questionável a lógica - mas isso até contribui para o charme  da película.

Méliès - um mestre dos truques de mágico - nunca se preocupou com a realidade, mas em transportar seu público para um mundo completamente diferente da realidade.


Assistir Le voyage à travers l'impossible on line


The Dinosaur and Dinosaur Jr

PIPA / SOPA - Leis anti-pirataria ou controle social?

Boa parte das pessoas que navegam na internet já ouviram falar dos tais projetos de lei propostos nos EUA denominados PIPA (Protect Intellectual Property Act) e SOPA (Stop Online Piracy Act), cujo discurso visando a aprovação é de defender direitos autorais no espaço virtual - que de fato são desrespeitados - e com certeza viram a notícia de que ontem (19/01/2012) o site megaupload foi fechado e seus responsáveis foram presos.


O fechamento do site prova que as leis vigentes nos EUA atualmente são suficientes para combater a pirataria, e se tal combate não dá resultado é por ineficiência e não por ausência de suporte legal. Essa ineficiência se prova com o apagão do site do FBI após o ataque feito pelos Anonymous.

Mas então porque aprovar novas leis? Qual a real finalidade e alcance dessas novas leis?

Segundo Ronaldo Lemos, diretor do Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV no Rio de Janeiro e diretor do Creative Commons no Brasil, em entrevista concedida ao "Caros Amigos" ( http://carosamigos.terra.com.br/index2/index.php/noticias/2426-sopa-e-pipa-o-imperio-contra-ataca ) SOPA "dá às gravadoras e a Hollywood o poder de derrubar qualquer site que não seja americano do ar, por mera suspeita de violação à "propriedade intelectual americana". Além disso, permite sufocar financeiramente esses sites, proibindo empresas de cartão de crédito e bancos de repassarem recursos a eles. Tudo isso sem a apreciação prévia do poder judiciário; O SOPA é uma afirmação do poder geopolítico dos EUA sobre a Internet". E mais: "o SOPA não traz nenhum benefício ao usuário, apenas à indústria. Ao contrário, ele reduz a competição na internet e vai reduzir a oferta de novos serviços. Ele também é prejudicial para países como o Brasil, que são justamente o alvo do projeto: empreendedores brasileiros que criarem um novo site voltado para o mercado global podem ser penalizados pelos EUA e terem seu site removido do ar sem aviso prévio".

Nos EUA (como também no Brasil) os políticos recebem rios de dinheiro de grupos que cobram seu investimento na forma de leis que defendam seus interesses. Esses grupos/políticos consideram um risco à suas posições de poder a plebe ter acesso a informações cuja fonte esteja fora da grande mídia por eles controlada (o Vaticano temia a prensa por popularizar o conhecimento com a fabricação em massa de livros).

Além disso a grande rede serviu (e serve) de instrumento de mobilização para manifestações de massa. Foi o caso na "Primavera árabe" e do "Ocupe Wall Street". Com os EUA atravessando uma grave crise a net é uma ferramenta potencialmente perigosa nas mãos do povo.

Minha humilde (mas firme) colaboração com a liberdade de expressão fica aqui registrada. Continuarei postando on line filmes de domínio público. Estou me esforçando para recolocar todos os filmes que "desapareceram" por conta do fechamento do Megavídeo e peço que se informem, peço que divulguem, pois o que está em jogo - na verdade - não é o direito de assistir filmes, o que está em jogo é um futuro onde as pessoas terão espaço e liberdade ou se esse espaço será ocupado exclusivamente pelos InteressesCorporativos S.A

Wikipedia: SOPA 

Mais informações.

Vídeo que coloquei aqui exatamente um mês atrás - Censura na internet: Protect IP Act Breaks the Internet - legendado

The Black Cat - Boris Karloff e Bella Lugosi - 1934 - Legendado


Um casal americano que está em lua-de-mel na Hungria acaba prisioneiro na casa de um sacerdote de magia negra.

É a primeira e certamente a melhor das colaborações entre Karloff e Lugosi. Os valores de produção são altos e maquiagem de Karloff é excelente. Há mais horror implícito do que realmente visto. 
 
Este é um dos melhores clássicos do horror da Universal e tem tudo o que um fã de cinema clássico poderia querer.

 

Uma obra cheia de curiosidades, das quais destaco:

- o motorista do ônibus é uma homenagem ao porteiro em "A Última Gargalhada", onde Edgar G. Ulmer (aqui diretor) trabalhou como desenhista de produção;

- Edgar G. Ulmer admitiu em entrevista que colocou o nome da história de Edgar Allan Poe somente para chamar a atenção do público (o filme não tem nada a ver com a história);

- Este foi o maior sucesso da Universal de 1934;

- foi o primeiro de oito filmes a par Boris Karloff e Bela Lugosi;

- Entre os elementos inovadores e não convencionais deste filme está a trilha sonora cuja pontuação de fundo permanece quase ao longo do filme inteiro;

- o personagem de Boris Karloff é nomeado em homenagem ao arquiteto austríaco e diretor de arte Hans Poelzig que trabalhou em "O Golem", e que o diretor Edgar G. Ulmer foi cenógrafo;

- A campainha da porta na casa de Poelzig desempenha as quatro primeiras notas a partir de um tema recorrente da ópera de Richard Wagner "Die Meistersinger".

Mais informações e elenco completo.

PIPA / SOPA - Leis anti-pirataria ou controle social?

Leia também: Youtube não respeita a lei brasileira

Monsieur Verdoux - Charlie Chaplin - 1947




A história é ambientada nos anos 20, onde Henri Verdoux, um bancário francês que foi despedido após trabalhar 35 anos no mesmo banco, acaba se tornando um assassino em série, sendo as suas vítimas mulheres solitárias de meia-idade e com dinheiro.

Ele mata pelo dinheiro e investe o que arrecada em ações - que se esfacelam no crash de 1929.

Ele está sempre viajando. Ora está a procura de novas vítimas, ora fugindo da polícia. Acaba quase não tendo tempo de visitar sua família verdadeira.

É um filme de humor que acaba com um discurso muito interessante.



Consta que o roteiro seria fruto de uma (quase) parceria de Chaplin e Orson Welles - sendo deste último a idéia tendo se inspirado no assassino francês Henri Désiré Landru que foi guilhotinado em 1922.

A obra não bem sucedida nos EUA - por questões políticas - mas ainda assim teve uma indicação ao Oscar de 1948 como "Melhor Roteiro Original" e foi muito bem recebido na Europa..





Popeye The Sailor Meets Sindbad The Sailor - 1936

A história começa em uma ilha desconhecida cheia de monstros. O governante é Sinbad the Sailor que se considera o maior marinheiro dos sete mares.

Popeye vai parar na praia após um naufrágio e precisa resgatar Olívia. Quando os dois marinheiros estão cara a cara ele diz que é o maior velejador dos 7 mares. Sinbad envia seus animais que eram fáceis de derrotar. Indignado e cheio de raiva, Sinbad desafia Popeye a uma luta para determinar quem é realmente o Maior Marinheiro dos 7 mares.

Este foi o primeiro desenho animado do Popeye a ser feito em Technicolor.
 
Assistir on line


A Comédia dos Acusados - 1936

Mais um filme disponibilizados pelo excelente canal do Youtube: CinemaPúblico | Canal 2

After the Thin Man (br: A Comédia dos Acusados, pt: O Homem Sombra) é um filme estadunidense de 1936, uma comédia dirigida por W.S. Van Dyke com roteiro baseado em história de Dashiell Hammett.
O filme é a continuação de The Thin Man (br: A Ceia dos Acusados), de 1934.

Sinopse

Charles está de volta a São Francisco, depois de ter resolvido um caso em Nova Iorque. Mais uma vez ele tenta solucionar um assassínio, pelo menos quando não está completamente embriagado.

Elenco

William Powell .... Nicholas 'Nick' Charles
Myrna Loy .... Nora Charles
James Stewart .... David Graham


James Stewart em After the Thin man
Elissa Landi .... Selma Landis
Joseph Calleia .... proprietário do Lichee Club
Jessie Ralph .... tia Katherine Forrest
Alan Marshall .... Robert Landis
Sam Levene .... tenente Abrams
George Zucco .... Dr. Adolph Kammer

Principais prêmios e indicações

Oscar (EUA)
Indicado na categoria de melhor roteiro.


Recomendo o canal: CinemaPúblico | Canal 2

Crisantemos Tardios - Kenji Mizoguchi - 1939 - Legendado

Filme e texto disponibilizados pelo canal do Youtube: CinemaPúblico | Canal 2

Crisântemos Tardios
(Zangiku monogatari, 1939)

• Direção: Kenji Mizoguchi
• Roteiro: Matsutarô Kawaguchi (roteiro), Shôfû Muramatsu (romance), Yoshikata Yoda (roteiro)
• Gênero: Drama
• Origem: Japão
• Duração: 142 minutos
• Tipo: Longa-metragem

Sinopse: O filho adotivo de um ator renomado descobre que só é elogiado nos palcos e poupado das críticas negativas por ser o herdeiro do seu pai, e que seus colegas o menosprezam pelas costas. Somente uma empregada da familia é honesta com ele e tem coragem de lhe dizer a verdade, ainda assim incentivando-o para que continue na profissão.

Elenco
• Shôtarô Hanayagi Kikunosuke Onoue
• Kôkichi Takada Fukusuke Nakamura
• Gonjurô Kawarazaki Kikugoro Onoue
• Kakuko Mori Otoku
• Tokusaburo Arashi Shikan Nakamura
• Yôko Umemura Osata

Summer of 42 - Music by Michel Legrand

Max Linder wants a divorce - 1917

Quando Charlie Chaplin deixou  Essanay Film Manufacturing Company, eles precisavam de um novo astro para suas comédias Max Linder, que já era famoso no cinema produzido na França, foi trazido de Paris para Chicago onde adaptou o seu estilo realista francês para um estilo mais americano.

O enredo é simples e divertido. Max só será herdeiro de uma fortuna se ele não for casado. Mas ele tem uma noiva que pretende se casar de qualquer jeito.






Assistir Max Linder wants a divorce on line






Wife and Auto Trouble - Dell Henderson - 1916

Divertido curta-metragem que mostra um homem que tem de suportar sogra e seu irmão, mas quando sua esposa ouve ele falando mal deles para a secretária, a confusão começa, levando a uma louca perseguição. Filme rápido e divertido, com uma abertura especialmente irônica.

Mais informações e elenco completo.













Assistir Wife and Auto Trouble on line


Aretha Franklin - Nina Simone - Billie Holiday & Louis Armstrong

Aretha Franklin - I Say A Little Prayer


Nina Simone - Love Me Or Leave Me



Billie Holiday & Louis Armstrong - The Blues Are Brewin

A Night in the Show - Charlie Chaplin - 1915

 
Charlie Chaplin representa dois personagens diferentes - nenhum dos quais seu habitual Vagabundo.

Os dois estão na platéia de um espetáculo. Mr. Pest é um bêbado rico que age como se ele fosse o único na platéia, chegando a irritar os artistas. Mr. Rowdy é um pobre rapaz que quase cai várias vezes e parece propenso a jogar ou deixar cair as coisas. Juntosarruinam o show.


 





Como é tradicional nos filmes daquela época - especialmente as comédias - Uma Noite no Show termina com a cena mais engraçada do filme, quando o protagonista está na varanda com uma mangueira de incêndio e passa a atacar a todos no auditório. 
 








Assistir A Night in the Show - Charlie Chaplin


Led Zeppelin - Kashmir - Hossam Ramzy Ensemble & London Metropolitan Orchestra

Alice´s Wonderland - Walt Disney - Laugh-O-Grams Films - 1923



Filme com direção e Walt Disney onde Alice (Virginia Davis) visita um estúdio de animação onde os desenhistas mostram várias cenas projetadas em suas pranchetas.

São gatos e ratos dançando, espetando com uma espada, lutando box, enquanto os animadores ao redor torcem e ajudam os lutadores.





Naquela noite ela sonha em tomar um trem para a terra dos desenhos, onde uma recepção com tapete vermelho e bandinha de música a espera. Começa então um desfile de boas vindas com Alice montada em um elefante e os cartoons dançando. Enquanto isso, os leões fogem do jardim zoológico. A perseguição a leva até uma árvore oca e em seguida a uma caverna e dentro de uma toca de coelho. Finalmente, ela pula de um penhasco e desperta de volta em sua cama.

Filme muito interessante que mistura imagens reais e animação de forma muito legal.


Assisitr Alice´s Wonderland de Laugh-O-Grams e Walt Disney on line



Jimmy Page and Robert Plant - No Quarter Unledded The Truth Explodes

No Flirting Allowed - Fatty Arbuckle - 1915



Esse filme também é conhecido como Fatty's Spooning Day ou ainda Fatty, Mabel and the Law.

Quando Mabel flagra seu marido flertando com a empregada dá-se início a um desentendimento e na tentativa de fazer as pazes, o casal decide dar um passeio no parque. 



 

Como a maioria das comédias da época tinha um humor quase circense. Qualquer comédia com a dupla Mabel Normand e 'Fatty' Arbuckle vale a pena ver, e aqui eles estão muito engraçados.

Arbuckle mostra muita energia e Gribbon rouba a cena em alguns momentos com suas travessuras. Por tudo isso é uma comédia muito divertida.


Siga o TeleCineBrasil no Tweeter

Curta no Facebook



Assistir No Flirting Allowed - Fatty Arbuckle - on line


Jimmy Page and Robert Plant - Nobody's Fault but Mine

Our Gang - Back Stage - Os Batutinhas - 1923


Back Stage foi um dos primeiros filmes da série e mantém muito do seu encanto hoje por causa da naturalidade e carisma das crianças que compõem o elenco.
 
A seqüência de abertura é um dos destaques do filme. Como tantas das primeiras comédias da Our Gang, parece uma história em quadrinhos filmada ao natural.




Assistir Back Stage - Os Batutinhas - on line


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...